RetiroMC_baixa-117.jpg

O GRUPO E A PRÁTICA

Música do Círculo é tanto o nome do grupo formado por Ronaldo Crispim, Zuza Gonçalves e Pedro Consorte quanto da prática por eles desenvolvida.


Enquanto grupo, é um projeto de música e desenvolvimento humano que investiga como a música feita coletivamente pode gerar conexão, afeto e cooperação entre as pessoas, e como a qualidade das relações e da conexão entre elas pode impactar na qualidade da música que se faz junto.


Enquanto prática, Música do Círculo é uma sessão de improvisação musical coletiva baseada em ciclos, que utiliza essencialmente recursos de voz, percussão corporal e movimento, estruturada a partir de jogos musicais encadeados em fluxo - ou seja, sem interrupções - e que carrega princípios da cooperação e do diálogo como forma de gerar um campo propício à presença e à conexão.

Costumamos pensar na sessão de Música do Círculo como um tipo de brincadeira, com seu ritual particular para gerar interação, conexão e criatividade e onde todo mundo é bem-vindo. Uma brincadeira com pessoas que conduzem, pessoas que regem, pessoas que criam e pessoas que tocam, numa roda que convida todas a se relacionarem e se expressarem com integridade, presença e afeto.

 

CRIADORES / CONDUTORES

RetiroMC_baixa-353.jpg
RetiroMC_Julho19_baixa-71.jpg
RetiroMC_Julho19_baixa-81.jpg

RONALDO CRISPIM

Artista-educador e cancionista, dedica-se profissionalmente à percussão corporal desde 2007. Fez parte do grupos de estudos de Fernando Barba, dos Barbatuques e por 7 anos foi co-responsável pelo grupo Fritos de música corporal. É formado em Pedagogia da Cooperação e no programa Gaia Education de cultura regenerativa.

ZUZA GONÇALVES

Músico e artista-educador dedicado especialmente à música vocal, tem explorado caminhos alternativos no fazer musical coletivo há quase 20 anos. É educador do Centro de Música do Sesc Vila Mariana e parte do corpo docente do Workshop de Circlesongs do Bobby McFerrin no Instituto Omega em Nova York.

PEDRO CONSORTE

Artista-educador de formação híbrida (música e dança), integrou o grupo STOMP por 2 anos, compõe o time de professores do International Body Music Festival e se dedica cada vez mais a processos de aprendizado e desenvolvimento humano.

 
retiro 2016 parte 2 (71).jpg

NOSSA HISTÓRIA

A semente do projeto Música do Círculo (MdC) surge dentro da comunidade da música corporal de São Paulo, terreno fértil regado pelo trabalho de mais de uma década de mestres como Fernando Barba, Stênio Mendes e do grupo Barbatuques. O encontro de Ronaldo Crispim, Pedro Consorte e Zuza Gonçalves no grupo Fritos (remanescente de um grupo de estudos criado por Fernando Barba em 2003) estabelece a partir de 2009 a relação de amizade e parceria entre os 3 principais articuladores do projeto que se mantém até hoje.


Em 2013, a partir de reuniões articuladas pela comunidade da música corporal de Sampa surge a Fritura Livre, encontro aberto mensal de Música do Círculo realizado em praças, parques e espaços públicos, para todas as pessoas, sem necessidade de experiência anterior alguma. A Fritura Livre, pela qual milhares de pessoas já passaram, foi (e continua sendo) o laboratório onde os elementos essenciais da prática da Música do Círculo nasceram, se desenvolveram e se estabeleceram, sempre de forma improvisada, vivencial e em relação.


A primeira edição do Retiro da Música do Círculo, uma imersão de uma semana no universo das práticas musicais e relacionais e na comunidade da MdC acontece em Janeiro de 2015 e a partir de então só tem se expandido, chegando em 2020 à sua 11ª edição. Ao longo desses anos já contou com a participação de centenas de pessoas de mais de 20 países e 6 continentes, criando uma comunidade mundial incrível ligada por laços afetivos autênticos e duradouros. 


Ao longo desses anos a Música do Círculo tem também levado sua prática para o ambiente corporativo, com propostas desenvolvidas especificamente para as necessidades de dezenas de organizações dos mais diversos perfis em todo o país, trazendo a música e a relação como caminhos para o desenvolvimento da cooperação, o aprofundamento da escuta, a consciência da relação de interdependência, a integração entre colaboradores e equipes, a celebração de objetivos alcançados, entre tantas outras potências que este trabalho pode acessar.


No mundo em que vivemos a demanda por uma abordagem inclusiva, colaborativa, transformadora e criativa como a da Música do Círculo é imensa; onde existirem pessoas existe espaço para ela. Em função disso abrimos em Março de 2020 a primeira turma da “Formação em Música do Círculo”, um processo de um ano e meio que visa aprofundar no estudo da prática da MdC, desenvolvendo nos participantes habilidade, propriedade e segurança para atuar profissionalmente em suas comunidades e dessa forma expandir o “círculo”, levando essa prática e os valores presentes nela para um número cada vez maior de pessoas.


Essa expansão vem acontecendo também em nível internacional com a abertura em 2020 de cursos online que já alcançam mais de 80 pessoas dos Estados Unidos, Canadá, Europa e América Latina.


Em 2020, adaptando-se às circunstâncias da pandemia, a Música do Círculo também realizou no ambiente virtual 35 Rodas de Conversa com artistas e educadores de dentro e fora do Brasil, 3 Saraus Internacionais e encontros mensais da Fritura Livre agora online. Todos esses eventos abertos e gratuitos.